Fernando de Noronha

  • place-img
  • place-img
  • place-img
  • place-img
  • place-img
place-imgplace-imgplace-imgplace-imgplace-img

Brasil, América do Sul

Hotels to Stay

No Destinations Found.

Choose destinations from back-end to show in this section.

País

O Arquipélago de Fernando de Noronha, pertencente ao estado brasileiro de Pernambuco, é formado por vinte e uma i lhas, ocupando uma área de 26 km², tendo uma principal – a maior de todas e também chamada “Fernando de Noronha” -, como única ilha habitada. As demais estão contidas na área do Parque Nacional Marinho e são desabitadas, só podendo ser visitadas com licença oficial do IBAMA.

Na Ilha, se tem a sensação de estar fora do Brasil, são 17 km² à 545 km da costa onde vive uma população de apenas 3.012 habitantes e o turismo é desenvolvido de forma sustentável, criando a oportunidade do encontro equilibrado do homem com a natureza em um dos santuários ecológicos mais importantes do mundo.

Fernando de Noronha é também conhecida como o Havaí brasileiro, um destino famoso para surfistas e turistas em geral. Seu litoral recebe boas ondulações no verão, com água cristalina e quente, além de tubos para a esquerda e direita. É um destino inesquecível, que vai te deixar com gosto de quero mais!

Programe já dias maravilhosos de surf, mergulho e harmonia com a natureza. Uma viagem perfeita para surfar e desfrutar deste pedacinho de paraíso!

O que fazer:

Não é preciso dizer, que além do surf, Fernando de Noronha é uma paraíso de praias e visuais que devem ser visitados. Assim, seguem algumas dicas de paradas obrigatórias:

Mirante da praia do Sancho: Considerada por muitos, como a praia mais bonita de Noronha, conta com um mirante para tirar foto da areia dourada, banhada por água cristalina.

Mergulho pela ilha: Noronha é considerado um doa melhores pontos do Brasil para fazer mergulho, e conta com uma rica fauna marinha, águas mornas e de ótima visibilidade. Para os iniciantes o ideal é fazer o batismo (primeiro mergulho acompanhado de um instrutor) para aproveitar o visual, além de nadar com tartarugas, arraias e peixes coloridos e variados.

– Mirante da baía dos golfinhos: Para quem gosta de fazer trilha, o mirante é parada obrigatória, não é necessário guia, pois é somente 1km. Leve binóculos para curtir o visual e os golfinho-rotadores que são um show de saltos.

– Baía dos golfinhos: Para ver os golfinhos de perto é necessário fazer um passeio de barco, eles costumam acompanhar e embarcação e dão um show aos turistas.

Praia do Atalaia: praia paradisíaca que forma uma piscina natural onde é possível admirar a fauna marinha, contudo o Instituto Chico Mendes controla o acesso de visitantes, que só podem entrar lá acompanhados de um guia credenciado.

Praia do leão: outra bela praia que possui um formato que lembra um leão-marinho. Perfeita para fazer um passeio sossegado, já que a praia não possui infra estrutura, então leve água e lanche.

Vista do Forte de Nossa Senhora dos Remédios: Leve a câmera para fazer fotos na frente da pequenina Igreja de Nossa Senhora dos Remédios, do Palácio São Miguel e, principalmente, da vista das praias do Meio e da Conceição, com o Morro do Pico ao fundo.

– Passeios de buggy: No seu primeiro dia na ilha, é altamente recomendável fazer o tour com buggy, passeio que dura o dia todo e passa rapidamente pelos principais pontos de Noronha. O tour termina no mirante do Boldró, onde geralmente é possível apreciar um belo pôr de sol.

– Praia baía dos porcos: com apenas 100 metros de extensão, esta praia é famosa bela beleza e pelas piscinas naturais. Leve o snorkel e tome cuidado com as pedras escorregadias. O mirante proporciona uma foto clássica com o Morro Dois Irmãos ao fundo.

– Praia da conceição: Praia com bar pé na areia chamado Duda Rei. Perfeito para tomar aquela cervejinha enquanto avista o Morro do Pico, para fazer uma caminhada pela extensa faixa de areia e, se a maré estiver baixa, explorar as piscinas naturais que se formam no lado direito da praia.

Praias e ondas:

  • Cacimba do Padre: melhores ondas de Noronha, com esquerdas disputadas e boas direitas tubulares. Quando entra swell, a onda vem quebrando na Laje da Cacimba no estilo “Banzai”, em Pipeline que entra na bancada, abre uma parede pra esquerda e um tubo grande.

Nível: Intermediário

  • Abras: Point break de esquerdas manobráveis e clássicas com fundo de pedra. Mais surfada quando o swell está bem grande na Cacimba do Padre.

Nível: Intermediário

  • Rurus: Onda localizada ao lado do Abras, é uma a direita um pouco mais difícil de quebrar, mas quando o swell entra a onda é manobrável e longa.

Nível: Intermediário

  • Laje do Bode:Onda tubular famosa com o visual do Morro Dois Irmãos. Rola direitas e esquerdas também.

Nível: Intermediário

  • Boldró: Onda forte e rápida com fundo de pedra, rola esquerdas e direitas, mas sua direita que quebra quando o mar fica maior é a mais surfada.

Nível: Intermediário

  • Praia da Conceição:Altas ondas para os dois lados com fundo de areia. Boa opção para fugir do crowd da Cacimba.

 Nível: Intermediário

  •  Cachorro: direita manobravél e divertida.

 Nível: Intermediário